fbpx

Alfabetização e ensino remoto: 9 dicas para ajudar seus filhos.

Alfabetização - Ensino Remoto
A Pandemia trouxe inúmeros desafios para a Educação: alunos estudando remotamente e a didática do Professor adaptada aos recursos tecnológicos, atendendo à diversidade de necessidades e condições dos alunos. Neste contexto, a família tem sido parte importante do processo educacional, sobretudo na alfabetização. Em complemento ao trabalho realizado pelo professor, trazemos sugestões para os pais que quiserem contribuir neste momento tão significativo de aprendizagem.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Há dois anos, ninguém imaginava que o ensino escolar passaria por tantas mudanças. Os eletrônicos, que eram introduzidos com cautela e uma série de restrições agora são praticamente indispensáveis para o processo educacional.. Para os mais novos, o ensino  remoto , que prioriza as aulas online e ao vivo, permitindo interação entre alunos e professor, também passou a ser uma realidade, inclusive na alfabetização. Coube a nós, escolas, nos adaptarmos rapidamente e reinventarmos a dinâmica das aulas para minimizar parte dos efeitos negativos do ensino não presencial. 

No meio disso tudo, o dia a dia da escola precisa ocorrer, mesmo que nem sempre dentro do espaço físico do colégio: atividades precisam ser feitas, o conteúdo desenvolvido,  o processo avaliado… Ou seja, tudo aquilo que faz com que o aprendizado aconteça, principalmente a motivação e a concentração do aluno. Estes aspectos, amplamente trabalhados na sala de aula, têm sido bastante desafiadores nas aulas remotas.

Quando se trata de alunos que estão em um momento muito importante da fase escolar, a alfabetização, são necessários olhos atentos dos pais e professores. Por isso, separamos aqui nove dicas para que o seu filho se alfabetize de maneira tranquila, pensando também nas mudanças trazidas pelo ensino remoto. Vamos lá?

Antes de tudo, o que é ensino remoto?

Diferente do ensino híbrido, que permite ao aluno assistir às aulas on-line no momento, lugar, e ritmo desejado, mesclando também aulas fora de casa, mediadas por outra pessoa, o ensino remoto acontece no ambiente virtual com aulas ao vivo, havendo interação diária ou frequente entre alunos e professor, permitindo um contato mais próximo entre o grupo, mantendo a rotina de sala de aula em um ambiente online. Aqui, no Colégio Básico, priorizamos as aulas remotas e, vez ou outra, mescla-se algumas estratégias do ensino híbrido. Agora que você já sabe, vamos à lista:

1 – Leia para seus filhos desde cedo

Ler em voz alta é fundamental para enriquecer o imaginário e o vocabulário dos pequenos. Ler mostrando onde está escrito no  livro,  os ajuda  ainda mais na associação da imagem e som das palavras, acelerando o processo de alfabetização. Além disso, a atividade colabora sobremaneira na criação do vínculo familiar, já que o tempo da leitura é um tempo exclusivo de vocês. 

Nossa dica para estes momentos é: abuse da interpretação. Faça vozes para cada personagem, exagere, coloque ênfase e crie uma verdadeira experiência imersiva para seu filho. Assim, além de fazer da leitura um tempo prazeroso, você também estimula a curiosidade e o gosto por este hábito, criando novos leitores antes mesmo que eles consigam ler suas primeiras palavras.

2 – Deixe a insegurança de lado na hora de responder dúvidas e ensinar sobre alfabetização e números

Ninguém está pedindo para você ser um segundo professor. Longe disso. Você conhece os números, sabe as letras, seus sons e como formar palavras e frases. Afinal, você faz isso o dia todo. Este conhecimento é o bastante para ajudar seu filho. Lembre-se de que ele está começando, e o que ele precisa, além destas noções prévias, é do seu incentivo. Ajude-o e anime-o com cada conquista. Isso será fundamental para a evolução dele no aprendizado.

3 – Não faça as atividades por eles.

Deixe que eles respondam as questões, façam os exercícios, resolvam os problemas e se sintam desafiados. Você pode ajudar quando ele te perguntar como se escreve determinada palavra ou para conferir se algo está realmente certo. Caso haja uma dúvida muito grande, tente fazer o caminho do raciocínio com ele e não simplesmente dar a resposta.

4 – Que tal adicionar ensino à hora dos desenhos?

Seu filho assiste desenhos? Que tal mudar um pouco a programação para animações e canções sobre o alfabeto ou que desenvolvam as ideias de  somar, subtrair, dividir e multiplicar? Existem várias opções nos sites de vídeos como o YouTube, nos quais são passados até os fonemas e exemplos de palavras e frases que os utilizam. Saindo um pouco das telas, uma excelente pedida são os jogos. Existem inúmeros jogos de palavras e sílabas. Eles podem ser comprados ou até mesmo confeccionados. Como exemplo, temos o jogo da memória, associação, dominó de palavras e figuras, quebra-cabeça com sílabas, letras e figuras, soletrando, entre outros.

5 – Incentive a escrita

Assim que ele já souber  algumas letras e números, proponha um desafio: coloque o abecedário e os numerais diante dele e faça ele  reproduzir num papel as letras do nome dele ou uma sequência de números. 

Outro exercício muito bom para a alfabetização é o de associar as letras e números a formas conhecidas por ele, proponha brincadeiras do tipo “O que pode virar?” Você pode escrever uma determinada letra numa folha de papel e pedir para que ele a transforme em algo especial, soltando sua  imaginação! Vale colorir, fazer colagens tudo que deixe este momento ainda mais divertido!

6 – Leia perto dele

Além de ler para ele, leia perto dele. Assim, seu filho verá que o hábito da leitura é algo comum, e terá ainda mais interesse em replicar o que você faz. Mostre como a leitura é prazerosa e, se o que você estiver lendo for legal também para ele, resuma um pouco a história e faça-o se sentir incluído em sua atividade.

7 – Elimine distrações quando a aula for online

Hora de estudar é hora de estudar. Tire do ambiente brinquedos, eletrônicos desnecessários e qualquer outra coisa que possa interferir no aprendizado. Fique também de olho enquanto a aula acontece se puder, mas evite interferir ou mesmo falar com os professores ou coordenadores neste momento. Existirão outras ocasiões para isso. Assim como os ambientes escolares costumam ser mais neutros e, muitas vezes, decorados com coisas que auxiliam e reforçam os conteúdos ensinados, assim deve ser o local onde seu filho estuda em casa. Diminuindo as distrações, tudo fluirá muito melhor.

8 – Respeite os horários e preveja pausas no ensino online

Simule um ambiente de escola. No colégio, seu filho  se alimenta e se diverte no recreio. Pense em algo semelhante. Assim, o ensino fica mais dinâmico e menos pesado, além do fato de que paradas para alimentação, hidratação e idas ao banheiro são necessárias.

9 – Permita que ele aproveite ao máximo as aulas presenciais

O contato com professores, amigos e com o ambiente da escola é fundamental!  Quando for a vez do seu filho ir para a  escola, garanta que ele terá todos os materiais necessários para fazer as aulas e uma alimentação boa e saudável nos intervalos. Assim, ele terá todo o aporte necessário para aprender e se desenvolver. 

Conclusão

A alfabetização é um dos pontos mais importantes na vida escolar de todos os alunos. Com a ajuda dos pais, então, ela tem tudo para acontecer de forma mais significativa e consolidada. Estar ao lado do seu filho neste momento é fundamental, já que, tendo os pais como reforço educacional, principalmente durante o período de ensino remoto, é garantia de melhores resultados.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

É BÁSICO, É PARA A VIDA

Deixe seus dados abaixo para conhecer melhor o lugar que vai fazer do seu filho o protagonista de seu próprio aprendizado.

espere...