fbpx

Mindfulness em família: como praticar?

Mindfulness em Família
Cada vez mais em voga, a consciência plena é um exercício mental que traz equilíbrio para a vida, ajudando assim a enfrentar os desafios com equanimidade. O mindfulness em família, promove a harmonia entre pais, filhos e cônjuges, além de ajudar a obter mais saúde e felicidade.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

A princípio, o primeiro e principal ponto sobre Mindfulness é justamente defini-lo de uma forma com que a maior parte do público entenda. Afinal, quando algo fica tão popular, é normal que muita gente comece a tirar suas próprias conclusões sem ao menos ter pesquisado sobre o assunto. E, quando se fala de Mindfulness em família, é mais importante ainda saber o máximo para praticá-lo corretamente. Sendo assim, vamos trazer um exemplo bem simples já no próximo parágrafo.

A tradução de Mindfulness é “consciência plena” e já nos diz muito, mas veja só: escovar os dentes, tomar banho, arrumar a cama… Já realizou estas atividades simples e corriqueiras do dia a dia e sentiu-se focado somente na tarefa em si, se colocando 100% ali naquele momento? Isso é mindfulness. E se você já se sentiu fazendo tarefas em “piloto automático” enquanto a mente divaga, temos o oposto do mindfulness.

Então, se você tende mais para o primeiro caso, parabéns! No entanto, a maior parte das pessoas se identifica mais com o segundo, porque nossa mente, principalmente nos dias de hoje, é cheia de distrações. 

E isso acontece com todo mundo. Por exemplo: quem nunca esteve em uma situação que exigia o máximo de foco e se deixou levar pelas contas que precisa pagar, pelo imposto de renda que ainda não declarou, pela consulta médica que se esqueceu de marcar, pelas notificações do celular etc. Se você passa por situações como esta, você não está sozinho. Entretanto, também não precisa encarar tudo como normal, principalmente quando este tipo de comportamento atrapalha a execução das tarefas. E é justamente para recalcular estas rotas que o Mindfulness é empregado. Isso porque seu principal objetivo é gerar consciência do momento presente. E, quando aplicado em família, os resultados são ainda mais surpreendentes.

FOCAR NO PRESENTE

A correria faz com que as pessoas vivam colhendo prejuízos e seguindo a vida ignorando que podem mudar a situação. Além disso, estamos tão preocupados com o futuro, lembrando do passado, divagando ou pensando em mil coisas que não paramos para ver e contemplar aquilo que estamos fazendo com o único momento que temos, o agora.

A falta desta consciência, que o Mindfulness visa corrigir, pode fazer com que você perca momentos importantes na sua vida, além de provocarem um estado constante de estresse e ansiedade que podem comprometer consideravelmente a sua produtividade, sua vida em família e diversos outros setores. No momento em que estamos vivendo, tudo isso é ainda mais intensificado.

A gente já vai chegar lá. Se você está ansioso ou sentindo que está perdendo algo, pode se beneficiar muito lendo o nosso último artigo sobre o FOMO. Inclusive, o Mindfulness pode ser de grande ajuda para quem está buscando ir na contramão do medo de ficar de fora e buscando pela alegria de deixar passar (JOMO). 

OK, MAS COMO PRATICAR O MINDFULNESS EM FAMÍLIA?

Mas, depois desta divagação do bem, vamos ao que interessa: nas próximas linhas, você vai descobrir o que é e como usar o mindfulness para viver uma vida mais consciente.

Mindfulness é um conjunto de técnicas práticas, possíveis e cientificamente comprovadas que te ajudam a focar no momento presente sem deixar o passado ou o futuro te afetarem. Com isso, você torna sua mente mais desperta, saudável e feliz. O objetivo do mindfulness é sair do estado de falta de consciência do momento presente e da realidade apresentada e viver uma vida consciente do agora, dos seus sentimentos e emoções.

O método foi criado pelo médico norte-americano Jon Kabat-Zinn, da Universidade de Massachusetts, especializado em meditação e medicina preventiva e comportamental. Desde os anos 80, Jon se dedica a ensinar a prática para pacientes com dores crônicas, e seus benefícios mentais e físicos fizeram com que a prática começasse a ser utilizada também para redução do estresse e ansiedade, tão conhecidos em nossos tempos.

Isso é importante não somente na vida pessoal, mas também na carreira profissional, como destaca Carlos Aldan, presidente do Grupo Kronberg, em uma entrevista recente dada à CNN. Segundo ele, quanto mais se sobe de cargo em uma profissão, maiores devem ser os atributos de inteligência emocional para gerir uma equipe que trabalhe tranquila, leve e em sintonia com os objetivos do grupo. 

Outro ponto interessante do mindfulness, lembrado por Thais Requito, Treinadora de Mindfulness é que, ao utilizá-lo com as crianças, ensinamos desde os primeiros momentos da vida a importância de instalar-se no agora e de entender os próprios sentimentos, sabendo como trabalhá-los internamente e também como ajudar as outras pessoas a fazer o mesmo.

MINDFULNESS EM FAMÍLIA PARA ELEVAR SEU FOCO

Os exercícios de mindfulness são basicamente exercícios de concentração e foco que qualquer pessoa pode aprender. Além disso, eles já são utilizados por diversas empresas e também como técnicas terapêuticas. Sendo assim, pode ser que você até já tenha feito ou participado de uma conversa sobre o assunto, ainda que ninguém tenha pronunciado o nome da prática.

Como bem observado no livro “Mindfulness em família: Como desenvolver a presença plena e ensinar a seus filhos valores que podem transformar o mundo”, de Márcia de Luca e Lúcia Barros, o mindfulness é uma prática que desenvolve nas crianças o poder que já existe dentro deles mesmos. O poder de criarem sua melhor versão, de desenvolverem a Presença Plena. 

Abaixo, você confere alguns exercícios de mindfulness para praticar sozinho ou com seus filhos, ou ainda práticas para ensinar os pequenos a utilizarem a técnica por si só. Confira:

Com Você

Comece tirando de três a cinco minutos do seu dia para meditar. Sente-se de pernas cruzadas, com as mãos com as palmas voltadas para cima e o polegar tocando a ponta do indicador, deixando os outros dedos relaxados. Tente esvaziar sua mente aos poucos. Com o tempo e a prática, isso se tornará mais fácil e os 5 minutos poderão se tornar 15, 25 ou o quanto você quiser.

Com seu filho de 4 a 6 anos

Que tal transformar o momento da meditação em algo divertido e lúdico. Coloque uma música calma e comece fazendo carinho no seu pequeno. Comece falando o quanto ele é querido e amado, espaçando cada vez mais suas frases até que vocês dois consigam ficar em silêncio. Neste momento de quietude, prestem atenção na respiração de vocês ou nos sons ao redor. Com o tempo, vá introduzindo a prática da meditação. Fazer deste momento algo de vocês dois com certeza dará a ele a vontade de querer seguir fazendo isso sozinho. 

Com seu filho de 7 a 12 anos

Nesta idade, você pode trazer a meditação como uma atividade e começar com um minuto, aumentando o tempo conforme você e seu filho entenderem que podem ficar mais, chegando a até 5 minutos de meditação.

Com seu filho maior de 13 anos

Traga o tema com leveza e esteja pronta a responder os questionamentos do seu filho, já que nesta idade eles têm uma tendência maior à contestação, mas também se entregam mais completamente às coisas nas quais acreditam. Fale sobre os resultados que isso pode trazer na vida escolar e pessoal dele e comece propondo poucos minutos também, aumentando conforme ele se sentir mais à vontade.

Atividade extra – Mindful Eating

Pratique o Mindfulness em família: reúna todos à mesa e faça uma atividade no qual os 5 sentidos são explorados em grupo. Pegue um recipiente com algumas uvas-passa ou qualquer outro alimento e faça o seguinte:

  1. De olhos abertos, diga as primeiras coisas que você percebe sobre o alimento. Exemplo: vale dizer “a uva-passa é preta e úmida” mas não simplesmente “a uva passa é bonita”. Também é possível dizer “a uva-passa tem um sabor adocicado”, mas não se pode dizer “a uva-passa tem um sabor horrível”.
  2. Repita o exercício de olhos abertos, mas em silêncio.
  3. Repita o exercício, mas agora de olhos fechados.

Use os olhos para ter o máximo de impressões visuais sobre a fruta analisada, use o toque para perceber textura, peso, consistência, umidade e temperatura. Arranhando-a com os dedos, posicione-a perto dos ouvidos e perceba o som que isso produz. Cheire a uva-passa e, depois, parta a fruta para ver se o cheiro muda. Por último, feche os olhos, coloque uma uva-passa na boca mas não a mastigue ainda. Sinta a textura, e o gosto. Morda devagar e vá percebendo como a sua língua sente cada nuance de sabor. Na hora de engolir, sinta como ela passa pela sua boca até a garganta.

Antes de abrir os olhos, perceba como este exercício te transformou. Algum pensamento, sensação ou emoção mudou? Anote estas percepções e como prestar mais atenção em algo simples pode fazer a diferença em sua vida.

Independente da idade, focar na própria respiração, ar entrando, ar saindo, sons da natureza ajudam a mente a focar e esvaziar os pensamentos, pois é muito difícil para nós ocidentais não pensarmos em nada. É a concentração na respiração que acalma a mente!

CONCLUSÃO

O Mindfulness em família é uma maneira de gerar mais consciência de si, do momento presente e de estimular a relação saudável entre pais e filhos. Além disso, pode ser uma ótima maneira de acalmar crianças mais agitadas ou de trazer foco às mais dispersas. É simples, rápido, fácil de fazer e não tem contraindicações. Experimente com seus filhos e veja os resultados positivos da prática no seu dia a dia.

SUGESTÕES PARA O MINDFULNESS EM FAMÍLIA

Existem dois livros muito interessantes no Brasil. Um deles é o já citado “Mindfulness em família: Como desenvolver a presença plena e ensinar a seus filhos valores que podem transformar o mundo” e o outro é o “Brincando de mindfulness: 50 exercícios para praticar a atenção plena com crianças“. As duas obras trazem um pouco mais sobre a prática e como aplicá-la com as crianças para que todos tenham uma inteligência emocional desenvolvida e ativa.


Gostou do assunto? Compartilhe com alguém que você acha que vai gostar, através das suas redes sociais e whatsapp. E deixe seu comentário.

Até o nosso próximo artigo!

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

É BÁSICO, É PARA A VIDA

Deixe seus dados abaixo para conhecer melhor o lugar que vai fazer do seu filho o protagonista de seu próprio aprendizado.

espere...