fbpx

Transição Escolar: Como ter mais segurança nesta etapa

CAPA.-matéria-22
A passagem do ensino infantil para o fundamental é um momento de grande mudança para um aluno. As responsabilidades aumentam, o ritmo sofre uma alteração e as dinâmicas entre criança e escola têm uma guinada para o que será o restante da vida escolar. Como fazer com que essa transição seja o mais tranquila possível e traga bons resultados desde o início? Confira em nosso artigo.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

Ao longo da Educação Infantil, as brincadeiras e atividades lúdicas estão sempre presentes. Nessa fase, as crianças amam ir para a escola. E muitas vezes o choro acontece porque os pequenos não querem ir embora para casa no final de mais um dia de muita diversão e aprendizado. Porém, ciclos se encerram para novos serem iniciados e na vida escolar, isso não é diferente. Ao finalizar os anos da Educação Infantil, é hora de partir para o Ensino Fundamental. 

Para que essa mudança seja percebida como uma evolução, é importante trabalhar bem a transição escolar.

Os primeiros a serem tranquilizados: os pais

Em boa parte das vezes, a criança quer essa mudança, já que perceber que está crescendo também é um motivo de alegria para eles. Basta se lembrar de como foi com você: a cada transição, apesar dos desafios, muito provavelmente era animador! . 

Ao ver que você está com o coração tranquilo, seu filho também se sentirá confiante. Conversar e mostrar pontos positivos de quando você vivenciou essa experiência, pode ser uma ótima maneira de passar uma expectativa positiva sobre mais uma importante fase escolar. 

O que a BNCC recomenda nessa etapa?

A BNCC (Base Nacional Comum Curricular) http://basenacionalcomum.mec.gov.br/ diz que: “para que as crianças superem com sucesso os desafios da transição, é indispensável um equilíbrio entre as mudanças introduzidas, a continuidade das aprendizagens e o acolhimento afetivo, de modo que a nova etapa se construa com base no que os educandos sabem e são capazes de fazer, evitando a descontinuidade do trabalho pedagógico”.

Sendo assim, para facilitar esse processo, nossos professores do fundamental conversam com os educadores que acompanharam os alunos durante o tempo que eles passaram conosco no ensino infantil. Com essas informações em mãos, fica muito mais fácil desenhar um projeto que garanta a continuidade no aprendizado.

Além disso, os alunos conhecem um pouco mais da rotina do primeiro ainda na educação infantil. Com momentos de interação com a futura professora, atividades voltadas à nova etapa escolar (vivência da rotina do primeiro ano), familiarizando os alunos com as futuras propostas.

A certeza de contar com um bom suporte

Uma boa escola é aquela que contribui com a transição escolar desde o início. Com professores e equipe pedagógica abordando a questão de maneira leve e mostrando o quanto essa evolução será importante na vida dos alunos, os pais ganham um importante aliado nesta fase.

É por isso que, aqui no Básico, trabalhamos para que esse momento seja levado com tranquilidade. Colocando a mudança como um aspecto positivo da vida é um sinal de que a criança está se desenvolvendo bem.

Outro ponto é que, no início do primeiro ano do fundamental, a mudança não acontece de maneira brusca e imediata. Para que tudo seja leve, de fato, algumas dinâmicas são mantidas, de forma a, gradualmente, definirmos as linhas do que será o restante da jornada do ensino fundamental do aluno. O que contribui ainda mais para que a transição escolar ocorra com sucesso.

Como ajudar seu filho nesse momento?

Para que o adeus à educação infantil seja mais fácil, ele deve contar com o apoio da família. Seguindo as nossas sugestões abaixo, você ainda aumenta a conexão e a reciprocidade com o seu filho, acompanhando de perto as dificuldades e medos que a criança pode ter e trabalhando-as junto com a instituição de ensino. Confira:

1) Converse com seu filho:

Mostre quais serão as mudanças que acontecerão no próximo ano. Com o cuidado de explicar tudo de forma tranquila e mostrando como ela será capaz de tirar de letra os novos desafios. Fale que os novos professores serão tão bons quanto os que ele tem agora e que as brincadeiras ainda estarão lá, mas de um jeito diferente. 

2) Faça com que ele sinta o quanto a mudança será legal:

Leve-o ao novo local de estudos, à sala de aula na qual ele estudará e apresente-o aos novos professores. Assim, a criança ganha mais confiança antes mesmo da transição escolar.

Aqui no Colégio Básico, nas últimas semanas de aula da Educação Infantil, realizamos uma semana de experiência e as crianças adoram! Normalmente, eles passam alguns dias na sala dos alunos do 1º ano, com a professora e crianças dessa turma. Além da interação super positiva entre estudantes de idade e segmentos diferentes. Os alunos do infantil se sentem super acolhidos e já conseguem entender um pouquinho do que os espera no próximo ano. É sempre um sucesso!

3) Encoraje seu filho:

Mudanças podem parecer desconfortáveis no início, mas com você ao lado dele, passando tranquilidade, o medo e o desconforto não durarão muito tempo.

Conclusão 

A transição escolar é, sim, um momento propenso a pequenas tensões, mas, como a maioria das coisas na vida, tudo vai depender de como reagimos àquilo que a vida nos traz.

Agora que você já sabe como tornar essa fase mais tranquila, aplique tudo o que leu aqui e conte com a ajuda do Básico para fazer com que essa fase seja ainda mais leve e cheia de aprendizado para o seu filho.

Compartilhe:

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp

É BÁSICO, É PARA A VIDA

Deixe seus dados abaixo para conhecer melhor o lugar que vai fazer do seu filho o protagonista de seu próprio aprendizado.

espere...